#brainblog

           Desenvolvimento de produtos: 5 passos para ter mais eficiência

Data: 19 maio 2022 | Categoria: Estratégia
Foto de duas mulheres no ambiente de trabalho atuando com o desenvolvimento de produtos.
           

O desenvolvimento de produtos é fundamental para a inovação e, principalmente, para o crescimento de uma empresa. Isso é ainda mais importante diante de um contexto de transformação digital em que o mercado está volátil e desenvolvendo novos produtos constantemente.

Por isso, pensar em novos produtos pode fazer a diferença para qualquer negócio e é, por exemplo, uma das principais atividades de startups, sendo que diversas desenvolvem produtos disruptivos que transformam a realidade de seus mercados.

Porém, existem etapas para criar produtos de maneira eficiente. Assim, é possível diminuir a perda de tempo, dinheiro e energia na criação de um produto que poderia dar certo com o desenvolvimento correto.

Por isso, saiba mais sobre a importância de desenvolver produtos e conheça 5 passos que ajudam a criar mercadorias e serviços eficientes, para que todos os recursos e esforços sejam empenhados de forma efetiva.

A importância do desenvolvimento de produtos para o crescimento

Criar novos produtos é indispensável para empresas que desejam prosperar em meio a um mercado cada vez mais ágil e imprevisível, no qual grandes companhias e startups criam, a todo momento, novas soluções em busca de oportunidades de crescimento.

Desenvolver produtos permite que uma empresa:

  • Crie vantagens competitivas em relação a seus concorrentes;
  • Agregue valor a produtos, serviços e à sua marca;
  • Melhore a qualidade e eficiência de suas soluções;
  • Consiga aumentar seus lucros na venda de produtos com mais valor agregado;
  • Diminua custos com produtos mais eficientes;
  • Amplie seu rol de soluções e atinja um público cada vez maior;
  • Aumente seus ganhos ao atingir novos mercados.

Só que é preciso seguir algumas etapas importantes no desenvolvimento de produtos para que eles não fracassem e tragam perdas significativas para a empresa. Saiba quais são elas.

5 passos para um desenvolvimento de produtos eficiente

1. Ideação

A fase de ideação é a hora de gerar e definir ideias. O objetivo é expressar os pensamentos de maneira criativa por meio de recursos como o brainstorming, por exemplo, que ajuda a levantar o máximo de ideias possível.

É importante que essa fase também seja feita com direcionamentos e com base em dados como tendências, público-alvo, informações de mercado e outras que ajudem a nortear as ideias para que façam sentido para a empresa.

A fase de ideação ajuda a pensar em novas maneiras de transformar produtos existentes ou criar novas soluções.

2. Pesquisa

A pesquisa é a fase na qual as ideias levantadas na etapa anterior são analisadas sob critérios e métodos como feedbacks, benchmarking, análise de mercado e muitos outros. Essa fase é essencial para entender pontos fortes e fracos das ideias levantadas e pensar em maneiras de lidar com esses aspectos.

A fase de pesquisa também pode ajudar a entender a viabilidade das ideias e, ao mesmo tempo, pode contribuir para o surgimento de novas ideias e inovações. As informações colhidas no momento de pesquisa ajudam a embasar as próximas etapas do desenvolvimento de produtos e facilita o planejamento dos passos seguintes.

3. Prototipagem

A etapa de prototipagem visa criar uma versão do produto que servirá para detectar problemas, pontos de risco e aspectos que podem ser aprimorados. Tudo isso diminui as chances de, durante a produção em larga escala ou após o lançamento do produto, ele chegar ao mercado com erros evitáveis.

A prototipagem pode dar origem ao MVP, o Mínimo Produto Viável, que é o protótipo de um produto ou solução que um negócio quer levar ao mercado e que ajuda no desenvolvimento da inovação ao validar sua viabilidade.

O protótipo permite fazer testes primários em uma versão do produto criada com o mínimo de esforço possível e o menor tempo de desenvolvimento. Dessa maneira, diminuem-se os riscos de mercado e a perda de tempo e recursos.

4. Desenvolvimento

O desenvolvimento ocorre após os testes em protótipos e visa materializar o produto ou serviço em sua versão final. Esse momento só pode acontecer quando o protótipo tiver sido testado ao máximo e pontos de melhoria forem corrigidos, assim será desenvolvida a melhor versão possível da solução.

Aqui, tudo será materializado, ou seja, as ideias, pesquisas e o protótipo finalmente ganha vida e começa a se tornar mais concreto. Mesmo assim, essa não é a última fase do desenvolvimento de um produto. Isto porque, ele ainda deve passar por outras duas fases antes do lançamento para o mercado.

5. Validação

A validação permite realizar os últimos testes, aprimorar o produto e detectar pontos de melhoria em sua versão final. Isso porque podem aparecer aspectos que não podem ser negligenciados depois do desenvolvimento e que podem prejudicar a aceitação do produto.

Na fase de validação, é possível usar grupos focais de consumidores para realizar pesquisas qualitativas sobre sua experiência com o produto, por exemplo.

Com isso, antes dele ir de fato ao mercado e começar a ser produzido em larga escala, eventuais erros podem ser corrigidos. Dessa maneira, a empresa consegue refinar a solução para que chegue ao mercado com o mínimo de arestas.

6. Lançamento

Por fim, com o lançamento do produto, acontece sua divulgação ao público e ao mercado. É importante pensar em estratégias de divulgação, como campanhas, para que o lançamento seja efetivo e as qualidades do produto sejam conhecidas.

Nesse momento, é fundamental pensar na mensagem que a empresa quer transmitir ao lançar o produto, além de considerar os canais certos para o lançamento e, também, quais áreas estarão envolvidas na divulgação.

No lançamento, a empresa deve mostrar o que o produto agrega ao mercado, por que ele é diferente da concorrência, quais dores dos consumidores resolve e como pode ser adquirido. 

Contar com apoio no desenvolvimento de produtos pode fazer a diferença para criar soluções disruptivas, inovadoras e eficientes. É para isso que o Brain conta com o LAB, iniciativa que vai ajudar a sua empresa a inovar. Saiba mais!

Compartilhe
   
REDAÇÃO BRAIN

5 5 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x