#brainblog

           Inovação aberta: o que é, a importância para o seu negócio e como começar

Data: 12 janeiro 2022 | Categoria: Inovação
Foto de quatro pessoas trabalhando juntas em um projeto de inovação aberta.
           

Inovação aberta é uma forma de acelerar a inovação nas empresas por meio da colaboração com outras pessoas e organizações. Entre suas vantagens, podemos citar a redução de custos, riscos e prazos, o aumento da criatividade e maiores possibilidades para encontrar soluções disruptivas.

_______________________________________________

Todo negócio deve se preocupar em inovar e pensar em soluções disruptivas que acompanhem mudanças de comportamento e o surgimento de novas tecnologias. Assim, uma maneira de fazer isso é aplicar o conceito de inovação aberta.

Também conhecida como open innovation, essa ideia traz diversas vantagens e amplia possibilidades para o crescimento de uma empresa. Dessa forma, de startups a grandes conglomerados, todos podem se beneficiar da inovação aberta.

Aprenda mais sobre esse conceito, entenda as vantagens que ele traz para negócios e como implementar a inovação aberta de maneira consistente para colher resultados positivos ao longo do tempo.

Inovação aberta: o que é?

O conceito de inovação aberta tem relação com a busca por inovação por meio da colaboração entre diferentes profissionais, métodos de pesquisa e desenvolvimento, recursos e outros meios. Ainda, surgiu pela primeira vez em 2003, no livro “Open Innovation: The New Imperative Creating and Profiting from Technology”, do pesquisador da Universidade da Califórnia Henry Chesbrough.

O objetivo da inovação aberta é que uma empresa possa inovar a partir da colaboração com outras empresas e startups, órgãos públicos, clientes, fornecedores e institutos de ciência e tecnologia (ICTs), por exemplo.

A somatória de diferentes expertises, pontos de vida e habilidades técnicas traz uma série de vantagens para todos os envolvidos nesse modelo de inovação, que é comum principalmente no setor de tecnologia e startups.

Vantagens da inovação aberta em um negócio

1. Redução de custos, riscos e prazos

Os envolvidos na inovação aberta compartilham os custos, assim como os riscos. Logo, em vez de arcar com todo o investimento, a empresa que utiliza o conceito consegue investir menos e, mesmo assim, desenvolver soluções com a ajuda de parcerias.

Além disso, os riscos também são diluídos entre as empresas, o que é fundamental para evitar perdas. Por fim, com mais gente envolvida na inovação, os prazos de entrega tendem a ser menores.

2. Mais inovação e criatividade

A inovação e criatividade são conceitos essenciais para qualquer negócio. Assim, com a colaboração de diferentes pontos de vista provocada pela inovação aberta, as chances de que novas ideias surjam é alta.

A colaboração promovida por esse tipo de inovação amplia as possibilidades de novas ideias e, também, o surgimento de disrupções únicas que poderiam não ser pensadas caso a empresa trabalhasse de maneira isolada.

3. Mais possibilidades 

Novos modelos de negócio, novos produtos e novas ferramentas tecnológicas podem ser pensadas e desenvolvidas a partir do open innovation. Isso porque todas as empresas envolvidas podem se beneficiar das criações geradas pela colaboração.

Como começar a implementar a inovação aberta

Existem diferentes maneiras de promover a inovação aberta na sua empresa. Assim, cada uma dessas formas dependerá de aspectos como o tamanho da empresa e possibilidades de investimento. Por isso, é essencial pensar na forma mais adequada para o negócio. Abaixo, conheça algumas opções:

  • Hackatons e eventos, como maratonas, competições e eventos realizados em parcerias com outras empresas sobre temas específicos;
  • Crowdsourcing, que visa obter ideias novas, em grande escala, com a colaboração de pessoas, comunidades virtuais e outras empresas;
  • Programas de aceleração, com grandes companhias patrocinando empresas menores e startups para o desenvolvimento de inovações;
  • Cocriações, com a participação de profissionais e empresas em criações específicas para a construção de novas ideias em conjunto;
  • Aquisições e joint ventures, quando grandes empresas adquirem companhias menores e startups, ou quando as empresas se unem para criar uma nova empresa. As aquisições e fusões estimulam a inovação.

Abaixo, confira a participação do nosso Tribe Leader Marco Aurélio Chaves no podcast Inovação sem Romance. Ele falou sobre a curva de adoção da inovação aberta e contou como o Brain realiza suas chamadas de Open Innovation no ecossistema.






Além da inovação aberta, outro conceito que também contribui para a pesquisa e desenvolvimento em qualquer negócio é a inovação interna.

Ela possui diferenciais em relação ao primeiro conceito e pode ser utilizada de forma complementar para potencializar a criação de novas soluções em uma empresa. Portanto, entenda as diferenças entre inovação aberta e inovação interna.

Compartilhe
   
REDAÇÃO BRAIN

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x