#brainblog

           Mindset Ágil: o papel no gerenciamento de times ágeis

Data: 06 agosto 2021 | Categoria: Pessoas
Gestor conversando com dois colaboradores, de forma descontraída, materializando o conceito de mindset ágil.
           

Em um momento de tantas transformações e mudanças rápidas, o gerenciamento de times demanda uma mentalidade que seja mais flexível, dinâmica e inovadora. Nesse contexto, o mindset ágil aparece como uma importante forma de construir uma gestão que impulsiona resultados e estimula a colaboração, autonomia e a inovação.

O contexto de gestão de equipes, tanto em empresas tradicionais quanto startups, já era dinâmico e passava por transformações na virada do século XXI. No entanto, a pandemia acelerou uma série de mudanças que estavam em curso. Assim, o home office ficou mais intenso, as ferramentas digitais se popularizaram e tendências vieram para ficar.

Diante desse quadro, o mindset ágil auxilia lideranças na gestão de times. O objetivo é manter as equipes coesas e focadas na melhoria contínua de seu desempenho. Entenda do que se trata o conceito, as vantagens de aplicação dessa mentalidade e como ela está ligada às metodologias ágeis. 

O que é Mindset Ágil?

O mindset ágil é a mentalidade que busca, de forma contínua, a inovação, colaboração, aumento de valor do produto para o cliente e adaptação rápida. Portanto, deixamos para trás uma gestão centralizadora, burocrática e cheia de hierarquias e processos. Dessa forma, o objetivo passou a ser trabalhar de maneira rápida, participativa e em melhoria constante.

Ou seja, o mindset é uma maneira de pensar e gerir pessoas e processos de um jeito flexível, estimulando a auto-organização da equipe. Do mesmo jeito, estimula o avanço crescente de entregas e uma visão que acompanhe as transformações do mundo volátil no qual vivemos.

Mindset Ágil e metodologias ágeis

O Manifesto Ágil, criado há mais de 20 anos, não cita o mindset ágil. Porém, o documento trazia alternativas metodológicas que promoviam disrupções nunca antes vistas. Esse conjunto de práticas deixava a gestão de pessoas, de projetos e de processos muito mais dinâmica, fluída e colaborativa.

O manifesto estimulava a interação de pessoas, a colaboração com o cliente, a resposta rápida às transformações e fluxos contínuos. Também, encorajava o autogerenciamento e uma série de outras práticas que mudaram para sempre a maneira de gerir equipes.

Dessa forma, era necessário promover uma mudança na mentalidade de lideranças. Isto, de forma que os líderes pudessem ser condutores de seus times em direção a essas práticas ágeis. 

Ou seja, não havia mais espaço para um papel tradicional de chefia. Assim, foi preciso desenvolver uma visão mais colaborativa, com a liderança guiando e estimulando o desenvolvimento contínuo do time.

Motivos para aplicar o mindset ágil 

O mindset ágil dialoga com as habilidades inovadoras do futuro. Estas envolvem: aprendizagem ativa, resolução de problemas, criatividade e ter orientação para servir o cliente. Também, envolve outras competências que já começaram a fazer parte do momento atual de empresas e startups, mas que serão ainda mais demandadas ao longo dos anos.

Ao mesmo tempo, tanto organizações tradicionais quanto o universo das startups podem aplicar o mindset ágil. Dessa forma, poderão obter vantagens e diferenciais que aumentam as possibilidades de crescimento em um mundo volátil, cheio de inovações constantes. Por exemplo:

  • Com o mindset ágil, a equipe aumenta a comunicação e melhora a interação não apenas entre si, mas também com líderes;
  • O aprendizado e a melhoria são constantes, levando em conta o conceito de errar e aprender rápido, característico das startups;
  • O autogerenciamento e a confiança na equipe são estimulados, o que traz mais fluidez e agilidade aos processos;
  • Falando em processos, eles ficam mais transparentes e flexíveis, ajustando-se mais rapidamente a mudanças e às necessidades do cliente;
  • Tudo isso contribui para melhorar resultados. Inclusive, a orientação para resultados é um preceito que faz parte do uso de metodologias ágeis.

Não é à toa que, no Brain, projetos e equipes utilizam muito do mindset e das metodologias ágeis, como o framework Scrum. E isso é feito por meio de squads que possuem integrantes multidisciplinares, como o Scrum Master, o Product Owner e times de desenvolvimento.

Para saber mais sobre mindset ágil, habilidades do futuro e outros assuntos e novidades da área de tecnologia e inovação, acompanhe o Brain no Instagram, Facebook e LinkedIn!

Compartilhe
   
REDAÇÃO BRAIN

4 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x